Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

This Is Me in a Nuttshell

... que é como quem diz, esta aqui sou eu. Rodeada de livros, com música nos ouvidos, com cinema ou séries no ecrã da TV ou Youtube no computador. Não é difícil me fazer feliz. Bem vindos :)

This Is Me in a Nuttshell

24
Set17

Explicação da Ausência

Desde que nos deixaste o tempo nunca mais se transformou
Não rodou mais para a festa não irrompeu
Em labareda ou nuvem no coração de ninguém.
A mudança fez-se vazio repetido
E o a vir a mesma afirmação da falta.
Depois o tempo nunca mais se abeirou da promessa
Nem se cumpriu
E a espera é não acontecer — fosse abertura —
E a saudade é tudo ser igual.

 

Daniel Faria, in "Explicação das Árvores e de Outros Animais"

23
Set17

Anthony Bourdain: Parts Unknown Temporada 1

1200x630bb.jpg

 Quem acompanha minimamente os programas de culinária mais badalados que passam nos canais de Cabo que estão disponíveis, conhece ou pelo menos já ouviu falar de Anthony Bourdain. Irreverente, politicamente incorrecto e conhecido pelos seus hábitos de excessos, Bourdain utiliza os seus programas para mostrar o lado menos conhecido de alguns destinos turisticos.

Neste Parts Unknown, Bourdain vai para além dos destinos turísticos. Nesta primeira temporada, exibida na CNN entre Abril e Junho de 2013, os destinos escolhidos têm como ponto em comum a instabilidade política recente ou ainda em progresso. Os locais escolhidos para a temporada foram:

 - Myanmar. Um país que muito recentemente saiu de uma ditadura militar e que ainda se está a ajustar à liberdade de uma democracia.

- Los Angeles. Mais concretamente a conhecida "Koreatown", uma comunidade extremamente unida de cidadãos americanos com origens na Coreia do Sul e que sofreram bastante com as revoltas de 1992 que atingiram muitas comunidade de imigrantes.

- Colombia. Um episódio onde se retrata como a imagem pública do país se alterou na última dácada, deixando de ser uma nação exclusivamente ligada à produção e tráfico de droga.

- Quebec. Por ser uma região de temperaturas tão agrestes, o Quebec continua a ser uma zona pouco explorada a nível turístico.

- Marrocos. Conhecida por ser uma cidade sem proibições ou julgamentos morais, Tangier foi o ponto de eleição para vários escritores e artistas conhecidos pelo seu comportamento excessivo. De Paul Bowles a William Borroughs, vários foram os que deram asas ao espírito livre.

- Libia. Ainda a ressacar da queda do regime de Qaddaffi, a Libia vive ainda tempos conturbados e onde a cada momento a segurança é posta à prova. No entanto, as gerações mais jovens, aquelas que fizeram a revolução, começam a mudar o cenário do país.

- Peru. Do buliço da capital Lima às aldeias ainda do tempo das tribos de índios, o Peru vive tempos de descoberta no que diz respeito ao panorama da culinária.

- Congo. Cenário de um dos destinos de sonho de Bourdain, o Congo vive também as suas inconstâncias políticas, vergados a décadas de repressão colonialista, seguida de regimes ditatoriais militares altamente repressores.

22
Set17

Fotos e Memórias #6

DSCN0353.JPG

Coimbra - Outubro de 2016

 

Esta imagem "lacrou" a minha paixão por Coimbra. Daqueles sentimentos que não se expressam na totalidade com palavras.

Sabes que a cidade te tocou quando, muito antes de agarrar na máquina para registar a imagem, os olhos e a memória são os primeiros a registar o momento.

21
Set17

BTT - Leituras de Outono

O Outono está a começar e as crianças estão a voltar para a escola. Com a mudança da estação, os teus hábitos de leitura mudam também? Tens menos tempo para ler, mais tempo? Ou simplesmente muda a tua disposição para outros livros que não os que lês no Verão?

 

A coisa já começa com não ter mesmo vontade de ler no Verão. Só aí já há uma grande diferença. Com o avançar do tempo, meses de Outono, meses de Inverno, começo a ter mais tempo e mais vontade de ler. E não mudo muito o tipo de leitura. O que está na lista para ler, é o que leio.

20
Set17

Fotos e Memórias #5

DSCN0704.JPG

Belém (Lisboa) - Março de 2017

 

Do mesmo modo que há algo que me fascina no Oceano, algo me atrai para os rios. São lugares sempre mais pacíficos, que nos embalam ao som das ondinhas a bater nas margens.

Naquele dia, enquanto caminhava em direcção à Torre, consegui ter tempo para pensar. Viajar sozinha permite isso. Ter tempo para si própria, estar só com os nossos pensamentos e colocar as ideias e as prioridades em ordem. 

Pág. 1/4

O que estou a ler?


goodreads.com

Calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Comentários recentes

  • Isabel Maia

    É verdade, Maribel. Quem fez as decorações nestes ...

  • Maribel Maia

    São mesmo giros os barcos...

  • Isabel Maia

    Acho que esse é um caso comum nos momentos de paus...

  • Maribel Maia

    A opção de escolha, não muda muito no verão, leio ...

  • Isabel Maia

    Também gosto muito. Torga tem uma escrita que me a...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

subscrever feeds