Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

This Is Me in a Nuttshell

... que é como quem diz, esta aqui sou eu. Rodeada de livros, com música nos ouvidos, com cinema ou séries no ecrã da TV ou Youtube no computador. Não é difícil me fazer feliz. Bem vindos :)

This Is Me in a Nuttshell

... que é como quem diz, esta aqui sou eu. Rodeada de livros, com música nos ouvidos, com cinema ou séries no ecrã da TV ou Youtube no computador. Não é difícil me fazer feliz. Bem vindos :)

Fotos e Memórias #11

Outubro 16, 2017

11266655_1045893328772999_4092950251743108883_n.jp

Santuário de Bom Jesus do Monte (Braga) - Maio de 2015

 

Tendo em conta as imagens que fizeram destaque em todos os orgãos de comunicação durante o dia de hoje, é de crer que esta mancha verde que se vê do topo do Bom Jesus já lá não esteja.

Foi um Domingo sem memória para tanta gente. O fumo forma uma autêntica cortina de nevoeiro. O cheiro a queimado é inexplicável.

E a chuva que só agora começou a cair...

Fotos e Memórias #10

Outubro 13, 2017

DSCN0380.JPG

Pátio das Escolas (Coimbra) - Outubro de 2016

 

Estamos em semana académica e é ver por todo o lado gente trajada e caloirinhos em bando em qualquer cidade que tenha tradição académica. Confesso, ver caloiros e doutores dá-me nostalgia do meu ano... de caloira. Ainda fui praxista de 3ª, 4ª linha durante um ano mas (chibatem à vontade) na praxe tem piada é ser caloiro. Celebrei o meu 20º aniversário em dia de praxe com todos os outros caloiros e doutores e foi até hoje um dos mais memoráveis. Isso e ter no final do dia o meu mais-que-tudo da época à minha espera na estação do metro com um ramo de rosas enorme para mim. Mas isso é só um aparte. Caloiro é quem faz os jogos, quem faz as actividades, quem faz as maluqueiras. Quem canta as músicas completamente dementes. Os Doutores ficam ali a olhar, tipo monitores de campo de férias. Fui com muito orgulho a Caloira 24 aka Tom Sawyer.

Mas quando se fala em semanas académicas e Academias, a mais icónica é Coimbra. Está a fazer um ano que me mandei numa escapadinha a Coimbra, em plena semana da Latada. O momento de meditação antes de registar esta imagem foi um dos mais arrepiantes. Entrar pela Porta Férrea, ir para o fundo do Pátio das Escolas e ficar a olhar... Séculos e séculos de partilha de conhecimentos, de investigação de novos factos, tudo concentrado num só lugar.

BTT - Recomendar

Outubro 12, 2017

Alguém vem ter contigo e pergunta "Preciso de um livro muito bom para ler. Qualquer género serve! O que me recomendas?"

Qual é o primeiro livro que te vem à cabeça?

 

Posso fazer aqui uma pequena batotinha? É que é impossível uma pessoa mencionar só um livro! Vou nomear 2 livros em 2 categorias.

Livro em Língua Portuguesa: "Meu Pé de Laranja Lima" de José Mauro de Vasconcelos

Livro em outra Língua: "A Casa dos Espíritos" de Isabel Allende

iZombie Temporada 3

Outubro 11, 2017

Em abono da verdade, já acabei de ver a temporada 3 há várias semanas mas só agora entrei no espírito de começar a escrever sobre ela. Confirmou-se definitivamente a vibe do "Nós contra eles". Foi uma temporada curtinha, contou apenas com 13 episódios e foi exibida entre Abril e Junho de 2017.

izombie-season-3-credit-the-cw.jpg

No final da temporada 2, e em sequência da matança na Max Rager, a Liv descobre que afinal existem mais zombies em Seattle do que ela poderia imaginar. Para o controlo de danos, entra em cena Vivian Stoll (Andrea Savage), a directora da Filmore and Graves, uma empresa de raiz militar.

Depois de exposto como sendo o "Caos Killer", Major Lilywhite tem uma grande dificuldade em conseguir um novo emprego. Nesse momento, alista-se como parte da tropa de contenção da Filmore.

Com a morte de uma família zombie muito próxima a Clive, começam a desenhar-se contornos preocupantes que a guerra contra os zombies pode estourar a qualquer momento.

Ravi continuou a desenvolver a sua cura para o "zombiísmo" e está cada vez mais próximo de resultados permanentes. O problema é que voltaram a surgir efeitos secundários. Desta vez, a pessoa que tomasse a cura ficava sem memórias até àquele momento. Um dos que se submeteu a esse efeito foi Blaine.

Payton Charles (Ally Michalka) decide voltar a Seattle e apostar na sua carreira como advogada no Ministério Público e depois de conhecer toda a história dos amigos, torna-se simpatizante da causa zombie. No entanto, uma das suas investigações acaba por desvendar uma trama bem mais elaborada.

|Alfabeto Literário| E - Estás a ler

Outubro 10, 2017

alfabeto-literario.jpg

 Estou num ponto em que não posso propriamente dizer que esteja a ler um livro.

Tenho-o a passear sempre comigo, da cabeceira da cama para a mala que levo sempre para o trabalho. Lê-lo que é bom, não tenho lido. Anda encalhado na mesma página desde o início do Verão. Quando voltar a pegar nele, tenho que começar a ler do início.

Mas para efeitos do tema, estou a ler "Uma Questão de Honra" de Jeffrey Archer.

As Mãos do Meu Pai

Outubro 08, 2017

As tuas mãos têm grossas veias como cordas azuis 
sobre um fundo de manchas já cor de terra 
— como são belas as tuas mãos — 
pelo quanto lidaram, acariciaram ou fremiram 
na nobre cólera dos justos... 

Porque há nas tuas mãos, meu velho pai, 
essa beleza que se chama simplesmente vida. 
E, ao entardecer, quando elas repousam 
nos braços da tua cadeira predileta, 
uma luz parece vir de dentro delas... 

Virá dessa chama que pouco a pouco, longamente, 
vieste alimentando na terrível solidão do mundo, 
como quem junta uns gravetos e tenta acendê-los contra o vento? 
Ah, Como os fizeste arder, fulgir, 
com o milagre das tuas mãos. 

E é, ainda, a vida 
que transfigura das tuas mãos nodosas... 
essa chama de vida — que transcende a própria vida... 
e que os Anjos, um dia, chamarão de alma... 

 

Mário Quintana, in 'Esconderijos do Tempo' 

Fotos e Memórias #9

Outubro 07, 2017

164847_180292645333076_7758399_n.jpg

Castelo dos Mouros (Sintra) - Abril de 2009

 

Parece que hoje se celebra cá em Portugal o Dia Nacional dos Castelos.

Esta paisagem e este lugar marcaram o início da minha grande paixão por Sintra, mais concretamente pela Vila de Sintra. Se há pessoa a que eu posso agradecer ter conhecido um lugar tão especial, essa pessoa é o Cláudio, meu amigo de longa data.

A Vila de Sintra tem uma mística que não consigo explicar. O verde a perder de vista, o efeito do relevo da Serra na paisagem, o próprio nevoeiro que de vez em quando cobre a Serra. Vou conhecendo aos poucos mas quero sempre voltar. Afinal ainda me falta conhecer tanta coisa... 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.