Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

This Is Me in a Nuttshell

... que é como quem diz, esta aqui sou eu. Rodeada de livros, com música nos ouvidos, com cinema ou séries no ecrã da TV ou Youtube no computador. Não é difícil me fazer feliz. Bem vindos :)

This Is Me in a Nuttshell

... que é como quem diz, esta aqui sou eu. Rodeada de livros, com música nos ouvidos, com cinema ou séries no ecrã da TV ou Youtube no computador. Não é difícil me fazer feliz. Bem vindos :)

BTT - Contos

Outubro 05, 2017

Lês contos? O que gostas e não gostas sobre contos?

 

Gosto de ler contos mas depende sempre muito do autor que os está a escrever.

Por exemplo, gosto muito dos contos de Miguel Torga. O género de escrita do autor consegue ser concisa o suficiente para deixar o leitor satisfeito com um conto de cada vez. Mas quando vou para um autor que já se aventurou pelo mundo dos conto tipo Mia Couto ou Luis Sepulveda, que são autores com cartas firmadas na arte da narrativa longa, sinto que a história do conto foi cortada a meio, que falta ali qualquer coisa. Ou pior ainda, fico a querer mais mas aí deixava a ser conto e ia para a narrativa mesmo.

 

Uma ideia original do blog Booking Through Thursday

|Alfabeto Literário| D - Detestaste ler

Outubro 03, 2017

alfabeto-literario.jpg

 Detestar é uma palavra muito forte. Mas não nego que houve livros que cairam nas minhas más graças.

"Aparição" de Vergílio Ferreira foi um deles. Digo e continuo a repeti-lo, é um livro desadequado para a idade. Querem mandar goela abaixo de adolescentes de 15 anos uma narrativa baseada essencialmente em existencialismo. E se há coisa que adolescente não quer pensar é que a nossa existência é finita. Conclusão, fiquei traumatizada, ainda hoje sinto arrepios na espinha só de ler o conteúdo do livro e não o quero ver mais na minha frente.

Outros foi uma questão mesmo de compreensão. Garrett para quem é jovem fica com a conotação de autor chato. "Herzog" de Saul Bellow foi daqueles que não consegui apreciar nem a tiro. Lídia Jorge foi daquelas autoras que ainda não fez "click!".

Mas nada como dar uma segunda oportunidade!

A Vida

Outubro 01, 2017

A vida, as suas perdas e os seus ganhos, a sua 
mais que perfeita imprecisão, os dias que contam 
quando não se espera, o atraso na preocupação 
dos teus olhos, e as nuvens que caíram 
mais depressa, nessa tarde, o círculo das relações 
a abrir-se para dentro e para fora 
dos sentidos que nada têm a ver com círculos, 
quadrados, rectângulos, nas linhas 
rectas e paralelas que se cruzam com as 
linhas da mão; 

a vida que traz consigo as emoções e os acasos, 
a luz inexorável das profecias que nunca se realizaram 
e dos encontros que sempre se soube que 
se iriam dar, mesmo que nunca se soubesse com 
quem e onde, nem quando; essa vida que leva consigo 
o rosto sonhado numa hesitação de madrugada, 
sob a luz indecisa que apenas mostra 
as paredes nuas, de manchas húmidas 
no gesso da memória; 

a vida feita dos seus 
corpos obscuros e das suas palavras 
próximas. 

Nuno Júdice, in "Teoria Geral do Sentimento" 

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.